5 de março de 2010

Amor ou Paixão


O amor é o sentimento que todos falam mas só alguns tiveram o privilégio de sentir. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa o amor não obedece a uma razão. Não é por ele/ela ter tudo o que nos fascina (corpo, inteligência, etc), que será a pessoa por nós amada. O amor é mais do que isso, é química, empatia e emoção. Não se pode dizer que se ama alguém ao fim de meia dúzia de dias, hoje em dia banalizou-se a expressão ‘amo-te’, qualquer namoro de meia dúzia de noites bem passadas já é motivo para se utilizar a expressão. Amar vai muito além de uma noite bem passada, de um jantar ou passeio romântico com um bom par de curvas ou uns magníficos abdominais. A isso chama-se paixão. Paixão é passageiro o amor não. O amor é cuidar, tornar a pessoa insubstituível, é esquecermo-nos dos seus erros, não ser impulsivo com ela, ser sincero, protector, amigo, perdoá-la e não a decepcionar, é tornar a vida redundante perante tal sentimento. Ama-se o cheiro, os gestos, a paz que essa pessoa nos transmite, até os defeitos parecem algo com que não nos importamos de viver. Quando amamos sabe-se o que a outra pessoa pensa somente pelo olhar, expressão corporal até pela forma como respira.
O problema, da maioria, dos relacionamentos está no facto das pessoas não saberem a diferença entre a paixão e o amor. Muitas pessoas casam por amor, mas na realidade, quando dão por si, estão num ambiente onde se sentem incómodos deparando-se que o amor, que pensavam existir, não passava de paixão. É muito compreensível a confusão destes sentimentos, pois eles andam lado a lado até certa altura.
O verdadeiro amor nunca morre, mesmo que a nossa vontade teime em nos dizer o contrário, ele sobrevive por entre paixões e aventuras.

6 comentários:

Hysteria* disse...

Isto foi bastante profundo... Acho que concordo com tudo aquilo que dizes! Gostava era que houvesse mais pessoas como tu, capazes e disponiveis pra ver o que é o quê! E tudo pode começar com uma paixão... as pessoas têm tanto medo de se apaixonar e entregar que estragam tudo... E nao vou começar aqui a falar disto senao nc mais me calo... =) *

Gi disse...

Só deixo uma ressalva, acho que numa relação de Amor, a paixão deve estar implicita e fazer-se notar:)*

Anónimo disse...

ola...olha goxtei mt do teu texto..axo k xabex mt bm definir o k e o amor e a paixao.max axo k a paixao tb deve tar xmp prexente tal cm o amor...paixao e amor axo k devem xer xmp doix aliadox,parceirox na vida a doix.pa x tornar maix forte a relaxao e haver maix emoxao.lol.axo k devex continuar cm o teu trabalho.ta mt bom.parabenx..vou m tornar leitora dox teux textox...

Mariquita disse...

então concordas com o meu texto quando dizes " Paixão é passageiro o amor não. O amor é cuidar, (...) é tornar a vida redundante perante tal sentimento." isso aprende-se a fazer. O livro de que tirei a transcrição no blog fala disso mesmo. Aprender com as experiências, aprender a amar e aprender a fazer essas coisas todas que falas, aprender a distinguir amor e paixão. E isso é muito difícil. Tens que viver as duas coisas. Ter capacidade para te afastares e veres onde acaba a paixão e começa o amor. É muito por aí. Afinal não é assim tão diferente =)

Mariquita disse...

LOOOL O Você na TV nos espera!! ahahah ;)

Scarlet_Perry disse...

Obrigada pela tua visita.Estou a amar o teu blog!
Vou-te seguir!

Beijocas ***