29 de abril de 2010

Sou livre


Gosto de andar por aí sem rumo, sem destino, sem horários. Prefiro andar por mim. Gosto de dizer umas verdades, de causar polémica com elas. Não gosto de andar em grupos, quando estamos em grupo agimos, inconscientemente, para nos mostramos aos outros. Não sigo nenhuma moda porque nenhuma me representa. Não reconheço autoridade em ninguém para me criar limites. Não gosto que tentem mandar em mim, pois também não gosto de mandar nos outros. Gosto que os outros reconheçam em mim um líder, mas não gosto de me sentir como tal. Odeio doutrinas, leis estúpidas, falsidades, pessoas que gostem de complicar e sem personalidade. Tragam-me soluções não problemas. Gostaria de pensar que não sou único. Mesmo assim não mudarei a minha maneira de ser por ninguém. Quero continuar a ser livre nas acções e nos pensamentos. Sou como sou, e não estou nem aí para o que os outros pensem de mim.

5 comentários:

Malena disse...

É assim mesmo! Qua a vida te dê o que mereces e nunca te faça vergar!

Ps: E...já viste que a S* hoje está ainda mais melosa? ;))

Scarlet_Perry disse...

Não, não és o único! ;)
Beijinhos*

PS - Claro que vai haver 2a vez!

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

Eu entendo do "ESPÍRITO" da coisa, mas em psicologia diz-se que para formarmos a n/ auto-estima temos sempre em conta a imagem que os outros têem de nós e a imagem que achamos q os outros têem de nós, e por fim como real/ somos.

desculpa importa sp o q os outros pensam de nós, embora entenda que não pelo António achar que és YXW, que o sejas ou que tenhas k o demonstrar mas lá no fundo fica o registo...

:)

beijinho pluto, lolol

izzie disse...

Partilho cada vez mais esta visão do mundo... da vida.
E não já por "renascimento" mas por mim!
E não, não és o único.

[Um dia acertamos o relógio e vamos ver o mar, bale?]

Beijinho,

izzie disse...

Fico feliz por teres acertado os ponteiros do relógio... mesmo a tempo do bom tempo.
Esquece-se o vento e ficamos só ofoscados pelo Sol, que achas?

Fico à espera ;)

Beijinho,