18 de abril de 2010

Ambição com medo da realidade



Tenho um desejo veemente de conseguir o que quero, e com isso, penso que as coisas têm vindo a mudar lentamente, dou tempo ao tempo e tudo se tem transformado. Projecto, digo e faço e não tenho medo de admitir que tenho sede de ambição, só não sei se vou permitir que cada sonho se torne realidade. Cada esboço que delineei começa agora a perder forma.

7 comentários:

A do giz disse...

A maioria de todos aqueles planos e esboço que tanto desenhamos e re-desenhamos acabam por desvanecer, mas dão sempre lugar a outros. Se são melhores ou não, se são vividos ou não, depende de muito mais do que o nosso simples querer. E exige mais de nós que qualquer outra coisa.

Pequena Lince disse...

Por vezes o que nos alimenta é o caminho que percorremos até ele....quando estamos perto é como se lhe perdêssemos o rumo.......estranho, mas acontece na maioria das vezes.....

- Jezebel disse...

obrigada e igualmente :b

Hysteria* disse...

E já te perguntaste se está a perder forma porque queres que isso aconteça ou porque simplesmente estás a acomodar-te e a resignar-te?

S* disse...

Eu sou tão medricas que nem luto pelo que quero.

Pxeu disse...

Os sonhos e desejos são paixões que nos fazem mover pelos sentidos que nos alimentam ainda mais.É aquela vontade intrínseca, a adrenalina de querer e correr para ter. Mas nós, seres estúpidos, aceitamos metas, aceitamos a perfeição, aceitamos o fim. E isso faz-te perder a vontade de que tudo se torne realidade... O esboço que delineaste não perde forma. Apenas se molda... tens é de saber a quê! E que tal procurar mais além do que queres, do teu sonho?
Não há um fim. Não há uma conclusão. Há sempre mais sentidos para nos alimentar. Basta querer! E querer é poder.
Não aceites esse teu pensamento...

izzie disse...

Isto de escreveres o que também me vai na mente... é assustadoramente bom.

Obrigado. Parabéns (porque sei o quão dificil é.. todos os dias.).

Beijinho,