10 de maio de 2010

Adeus Amor (Bye Bye)


(Ao fim deste tempo todo, chegou a hora)

Adeus amor que cresci
Já pouco me tens a dizer
Já bebi tudo de ti
Que de bom tinha a beber

Adeus amor, vou-me embora
Não me impeças por favor
Sabes que só vou agora
Porque dei tempo ao amor

Não suporto o teu modo
Carinhoso e paternal
No tom de quem sabe tudo
Sem saber o essencial

Adeus amor já me cansa
A canção do teu cinismo
Essa pose de quem dança
Sempre à beira do abismo

Adeus amor que cresci
Pouco me tens a dizer
Já bebi tudo de ti
E há mais mundo a beber

by: Carlos Tê / Clã

5 comentários:

Malena disse...

Oh rapaz, tu bebe mas não bebas em excesso, ok? Olha que beber muitas pessoas pode dar alguns sintomas cahtos! Inchaço entre-pernas, por exemplo! Ahahahahah

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

Adeus amor pequeno e ultrapassado, Bom dia AMOR Infinito.

Assim é q É.

;)))

BEIJOCAS Pluto

Fresco_e_Fofo disse...

Adeus amor que cresci
Pouco me tens a dizer
Já bebi tudo de ti
E há mais mundo a beber.

Esta traz mais "água no bico" dos que os entalões às velhotas.
Já bebeu tudo de ti?
Secou-te a fonte, foi? ahahah

Abraço

CurlyGirl disse...

É tão difícil dizer adeus.

izzie disse...

Estamos na mesma página, hoje mais que nunca [mais uma vez!].

Tanto que te vou plagiar. Não é a ti é ao tê... :p

Mas até pode ir para musiquinha de espera, que tal ;)

Beijinho,