6 de junho de 2010

Estive perto da morte


Quando pensamos que isto não vai bem, acontece-nos algo que faz com que tenhamos uma visão diferente das coisas. Este sábado, de manhã, isso aconteceu-me a mim. Posso dizer que não vi nenhuma luz, mas que me passaram muitas coisas pela cabeça num breve minuto, não sei dizer se foi coma ou um simples apagão, mas que tive um minuto, que não estive cá, lá isso estive. Posso mesmo dizer que tive sorte, podia estar agora agarrado a uma cama de hospital, ou mesmo a arder num qualquer crematório.

Tudo numa brincadeira, num simples jogo de futebol. Uma disputa de bola, e uma queda aparatosa sobre a cabeça, num piso de madeira. Para terem uma noção maior da queda, imaginem-se a fazer o pino, e que alguém vos eleva pelas pernas um metro e meio, e vos deixa cair sobre a cabeça, sem qualquer resguardo dos braços. Sim, a dor física foi bastante, o galo que tenho na nuca canta a bom cantar. Hoje, ao levantar, apareceram as dores no pescoço e nas costas, pelo amortecimento da queda. Mas mais do que a dor física, que diga-se de passagem é bastante, foi o minuto que estive num lugar que não sei bem onde.

Logo eu que sou um céptico de todo o tamanho. Mas num minuto passou-me a vida à frente dos olhos. Sei que deve ser difícil acreditar em algo assim, eu também não acreditaria, mas aconteceu. Estou a ver o mundo com outros olhos. Ontem ainda pensei que fosse pelo simples abalo da queda, hoje não, olho para as coisas de um modo diferente, não sei explicar. Sinto-me um sortudo, sinto que me deram uma oportunidade, sinto que tenho algo para fazer de relevante e ainda não o fiz, mas sobretudo sinto-me vivo.

17 comentários:

almighty yellowphant disse...

como eu te entendo. andava no 9º ano quando dei a maior queda da minha vida. foi na aula de educação física. estavamos a dar ginástica de aparelhos. fui saltar o cavalo, o corpo foi demasiado para a frente, torci o pescoço e aleijei-me na coluna. fiquei ali estendida uns bons minutos. queria falar, dizer que me doía tudo, mas não conseguia falar. entrei em pânico. nunca mais esqueci...

Fresco_e_Fofo disse...

A proximidade da morte, o "regresso" depois da desesperança, faz-nos valorizar a vida.
Pena que, na maior parte das vezes, só depois de muitas asneiras é que temos essa oportunidade. Por vezes depois de danos irreparáveis...

*IzzY_MeL* disse...

:o credo

almighty yellowphant disse...

Em cima das mensagens estão 3 links. Um diz "blog", o outro "fotografias" e por fim "selos". Está aí. Beijinhos :)

PinkMoon* disse...

Os homens são complicados :P

Beijinhoo
:D

Shell disse...

Aii Pluto, que aperto ! Felizmente está tudo bem... Tem cuidado contigo e vive como se não houvesse amanhã... Talvez seja o truque * beijinho ~ as melhoras !

Malena disse...

Aproveita bem a lição... A vida é para saborear, ainda que nem sempre seja feita de sabores agradáveis!
Bts

S* disse...

Bem, ao menos que isso te tenha despertado para a importancia de viver. Nada acontece por acaso.

Ni disse...

nunca me aconteceu a mim...mas ja aconteceu a uma pessoa muito proxima (mais na altura do que agora...) e talvez seja por eu la estar na altura ou entao pela conversa que essa pessoa teve depois comigo que eu tento sempre encontrar um ladinho positivo nas piores coisas que acontecem na minha vida...

espero que o galo deixe de cantar brevemente e se eu conseguir ajudar a fazeres alguma coisa que nao tenhas feito... dispoe

big kiss

Néua disse...

O importante é que depois dessa queda tu fiques bem, fisicamente e psicologicamente :)

Ver as coisas de outra forma não tem que ser necessáriamente mau, certo?? :)

Cátia disse...

Sortudo! Podias ter-te matado mesmo.
Se é assim, explora esta nova visão da vida ;)

AVOGI disse...

Acreditas na reencarnação? é um exemplo vivo disso!! kis :)

Waldorfa disse...

Bem deve ter sido cá um susto! Mas é normal te sentires assim agora, podias estar morto ou pior numa cadeira de rodas para a vida toda, e estás aí dorido, mas vivo e pronto para essa "missão" que a vida te reserva e ainda não cumpriste.

Cuidado nos próximos jogos de bola, isto é o que dá pôr um bando de coxos a jogar à bola, lol

Beijinhos e cuidado com essas costas.

Lu! disse...

Bolas...

Ainda bem que não te aconteceu nada de grave!

É quando algo de errado nos acontece que puf vemos tudo de outra forma...

=/

Beijinhos e as melhoras

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

... pois, estou a ver....


porra!!!!!

SÓ TE digo uma coisa, aconteceu exactamente isso ao meu noivinho, porra nem iamos casar e tudo!!!

VÁ, vive a vida AO MÁXIMO e fica com esta lição q a vida te deu.
ABRE OS OLHOS, deve haver coisas q te andam a passar ao lado, ao agarras ou não haverá próxima.

BE HAPPY.

Poetic GIRL disse...

Possa que até me arrepiei a ler o teu depoimento... realmente num minuto estamos bem no outro não estamos. E estes pequenos abalos fazem-nos ver o quão frágeis somos. Sim podes mesmo te considerar um sortudo! As melhoras... bjs

Narizinho Lunático disse...

Acredita, és um sortudo! Nunca mais mal digas da vida (se é que o fazias!). Quando uma coisa assim acontece, devemos sempre agradecer (não sei bem a quem, mas um dia eu descubro!) por continuarmos vivos e não 7 palmos abaixo da terra! Bjitos :)